Fechou o ciclo de saneamento básico com inauguração de ETAR em Ançã

Qualidade de vida Cantanhede está à frente no país em matéria de tratamento de águas residuais e saneamento. O concelho tem, agora, uma taxa de cobertura de 95% , antecipando as metas do PEAASAR II Portugal tem uma taxa de 81%

«Hoje é um dia em que nos podemos sentir orgulhosos. O nosso concelho - o maior do distrito de Coimbra - é o único que tem uma taxa de cobertura de 95%». As palavras são de João Pais de Moura, presidente da Câmara de Cantanhede, ao dirigir-se aos funcionários da empresa municipal Inova, entidade responsável pela “maratona” de construção de todo o sistema de saneamento básico no concelho, que ontem chegou ao fim com a inauguração da última e maior ETAR, construída na freguesia de Ançã.
 
O autarca também referiu  o seu orgulho «pelo trabalho meritório da Inova» e anotou que não se pode falar em qualidade de vida se não existirem estas infra-estruturas, referindo-se, obviamente, às sete ETAR construídas no concelho desde 2007, que culminou com a ETAR de Ançã, que vai servir não só esta freguesia, mas também as de Portunhos, Cordinhã e uma povoação (Carvalhos) de Murtede.
 
«Podemos encarar a futuro com optimismo e ter a garantia de que o concelho oferece uma boa qualidade de vida as populações», assegurou João Moura, informando, ainda, que estão previstos um conjunto de empreitadas em benefício das populações, nomeadamente em Ançã, com a construção de um reservatório de recolha de água, para a qual já há “luz verde” para um investimento de 1.150 milhões de euros.
 
Se o autarca era o “espelho” do orgulho, o que dizer do presidente do concelho de administração da Inova, António Patrocínio Alves deixou transparecer toda a sua satisfação pelo fim da “maratona”, mas “entregou” os “louros” a todos os seus colaboradores e parceiros.
 
«Em 2002 o concelho tinha 30% de cobertura; desde 2007 demos um salto de 30 para 95% e conseguimos ultrapassar a meta prevista para a final de 2013, lembrou António Alves, lembrando que o país, na sua totalidade, tem uma cobertura de saneamento básico de 81%, o que faz com que Cantanhede seja o concelho com a maior cobertura nacional.
 
A ETAR ontem inaugurada em Ançã, benzida pelo padre Manuel Jesus, vai servir cerca de 5.000 habitantes, mas foi concebida para servir 8.000, uma vez que Ançã está em expansão urbanística e dentro de poucos anos, a população poderá chegar àquele número de habitantes. A ETAR, com quatro estações elevatórias, reaproveita 10% da água que entra no sistema, á a maior obra da Inova e consequentemente a de maior investimento. No total, com os respectivos emissários, a infra-estrutura absorveu 2,937 milhões de euros, mas foi comparticipada por fundos comunitários do QREN/POVT em 67,2%, ou seja, 1,974 milhões de euros.

 

Fonte: Diário de Coimbra, 25 jun. 2013, José Carlos Silva

About the Author