Assembleia geral aprovou, em reunião de 16 de abril de 2013, Relatório e Contas da INOVA-EM-SA respeitante ao exercício económico de 2012

A Assembleia Geral da INOVA-EM-SA, reunida no dia 16 de Abril de 2013, deliberou aprovar o relatório e contas referente ao exercício económico de 2012 e a respetiva proposta de aplicação dos resultados, que implica a transferência de cerca de 503 Mil €uros de resultados líquidos para reforço dos capitais próprios.  
 
A nível de atividade de 2012, destaca-se o aumento de 8% (de 87% para 95%) no indicador relativo à acessibilidade física por parte dos munícipes ao serviço de saneamento de águas residuais, tendo sido durante o ano, concluídas 3 novas ETAR´s (Ançã, Malhada e Porto Carros).  
 
Importa referir, que para o aumento de cobertura no sistema de saneamento de águas residuais do Concelho de Cantanhede, foram investidos pela INOVA-EEM desde 2004 até ao final deste exercício económico, cerca de 20 Milhões de €uros, dos quais 55% (11 Milhões de €uros) foram financiados por fundos comunitários.
 
No que diz respeito aos aspetos económico-financeiros, registou-se em 2012, um aumento dos rendimentos em 516 Mil €uros (+6,9%), passando a 8,05 Milhões de €uros e dos gastos em 492 Mil €uros (+7,0%), passando a 7,57 Milhões de €uros. Verificou-se um incremento do cash-flow operacional descontado das imputações para subsídios ao investimento (EBITDA - imputações para subsídios ao investimento) de 13,5%, passando a 1,39 Milhões de €uros e um aumento da margem do EBITDA, de 18% para 20%
 
Em 2012, o ativo não corrente líquido aumentou 9% para 28,83 Milhões de €uros e a divida liquida remunerada 1% para 4,2 Milhões de €uros, o que representa 3 vezes o EBITDA (descontado das imputações para subsídios ao investimento). A liquidez geral situou-se nos 1,08, a autonomia financeira em 61,5% e o prazo médio de pagamentos foi de 42 dias.

 

Conteúdos relacionados: Informação financeira; Relatórios e Contas

About the Author