INOVA-EM apresenta progressos alcançados em fórum internacional sobre gestão de perdas de água e energia

 

A INOVA participou no 2.º Fórum iPerdas, organizado pelo Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC), Instituto Superior Técnico (IST) e Instituto Tecnológico del Agua (Valencia, Espanha), em conjunto com a Associação Portuguesa de Engenharia Sanitária e Ambiental (APESB), e que teve lugar no dia 5 de abril no Auditório principal do LNEC. O fórum decorreu no âmbito da Iniciativa Nacional para a Gestão Eficiente de Perdas (iPerdas 2016), que teve como objetivos principais, a capacitação das Entidades Gestoras (EG) no desenvolvimento de um Plano para gestão de perdas de água e de energia e o apoio na tomada de decisão sobre investimentos futuros.

Neste 2.º Fórum foram apresentados os principais resultados das EG participantes e os contributos do iPerdas 2016 em termos de perdas de água, eficiência energética e de soluções para apoio ao investimento. Este fórum contou também com a participação de outras EG consideradas casos de sucesso no domínio das perdas de água e de energia. 

Neste contexto, o Engº Samuel Martinho apresentou a experiência da INOVA, EM, no concelho de Cantanhede, no painel “O Plano no apoio ao investimento na gestão de perdas de água - A experiência das EG do iPerdas”. O responsável explanou as ações e táticas utilizadas na empresa, ao nível de energia, perdas aparentes de água, perdas reais de água e reabilitação de condutas, e explicou os próximos passos a serem dados, nomeadamente a divisão da rede de abastecimento da ZMC de Cantanhede (em curso), a reabilitação de ZMC de Cantanhede, a construção de um reservatório apoiado na Tocha e da célula em falta no reservatório Central de Cantanhede, a alteração da adução ao reservatório de Cordinhã, e o sistema de telemetria de rede fixa em metade do parque de contadores a implementar nos próximos 3 anos.

Durante o evento, foram divulgados os resultados obtidos através das parcerias tecnológicas estabelecidas nas áreas de calibração de medidores de caudal, exploração de software para análise de padrões, deteção e gestão de eventos anómalos e realização de auditorias energéticas. O fórum divulgou ainda o novo ciclo de projeto colaborativos, com a coordenação do LNEC, nos domínios da gestão patrimonial de infraestruturas e da gestão de perdas de água e de energia com o objetivo de capacitar um conjunto mais alargado de EG.

 

About the Author