Esclarecimento sobre a dureza da água

Uma água dura origina a presença de calcário nas redes prediais, com especial relevo nos equipamentos onde a mesma é sujeita a aquecimento ou a contacto com sabões e, consequentemente, nas torneiras dos aparelhos e equipamentos sanitários. É frequente observarmos pequenas partículas de calcário depositadas nos filtros das torneiras ou incrustações nas máquinas de lavar roupa e louça, nas caldeiras de aquecimento, nas chaleiras, etc.
 
Importa portanto esclarecer o seguinte:
 

  • a INOVA-E.M.-S.A.  fornece água para consumo humano e , nessa perspetiva, controla a qualidade da água que fornece com base num plano de monitorização que inclui análises periódicas e regulares, o qual  está devidamente aprovado pela entidade reguladora. As análises são realizadas por laboratórios devidamente credenciados para o efeito e os resultados têm comprovado que a água apresenta uma excelente qualidade, conforme se pode verificar pelos resultados divulgados regularmente no n/ site em www.inova-em.pt/serviços/abastecimento-de-água/qualidade-da-água;
  • a água fornecida pela INOVA-E.M.-S.A. apresenta valores de dureza total entre 200 e 350 ppm, o que quer dizer que estamos perante uma água classificada como ÁGUA DURA. A legislação não impõe valores limite mas refere um intervalo de valores desejáveis entre 150 e 500 ppm, observando-se portanto um enquadramento normal;
  • "a remoção da dureza da água para grandes caudais, não é tecnicamente exequível";
  • com a utilização de águas duras, verifica-se a presença de calcário nas redes prediais, nomeadamente nas caldeiras e máquinas de lavar bem como nos utensílios domésticos como chaleiras, cafeteiras, etc, situação que se deve à reação com os sabões e/ou ao aquecimento da água e provoca as referidas incrustações e depósitos de partículas.

 
Para minimizar, recomenda-se a consulta dos manuais de utilização que acompanham os equipamentos elétricos e eletrónicos e  sugere-se o seguinte:
 

  • limpeza regular dos utensílios, das caldeiras e dos filtros das torneiras, no sentido de evitar depósitos que podem alterar o sabor da água e, no caso das máquinas e caldeiras, prejudicar o seu funcionamento;
  • utilizar (sempre que possível) as máquinas com temperaturas inferiores a 55ºC;
  • no caso das caldeiras de aquecimento, consultar os fabricantes para avaliar os efeitos e medidas preventivas a tomar que podem passar pela instalação de equipamentos de descalcificação;
  • nas máquinas de lavar roupa, utilizar detergentes que previnem as incrustações nas resistências, bem como amaciadores para suavizar a roupa;
  • nas máquinas de lavar louça, garantir a existência de "sal de regeneração" no compartimento indicado para o efeito ou utilizar pastilhas de detergente anticalcário que já têm o sal integrado;
  • "os depósitos de calcário nos pequenos eletrodomésticos são fáceis de eliminar com uma solução de vinagre branco".

 
No caso de instalação de equipamentos de descalcificação, alerta-se para a necessidade de manutenção dos mesmos e sugere-se que não seja utilizada água para beber e cozinhar de torneiras que estão sujeitas a estes equipamentos, dado que os mesmos desequilibram a água para estes fins.

About the Author